Pastor Presidente da Assembleia de Deus em Sergipe, é motivo de vergonha e escândalos

 Nos últimos dias a Assembleia de Deus em Sergipe liderada pelo Pastor e Senador suplente Virgínio de Carvalho (DEM) tem sido tema de muitas discussões e polêmicas, pois desde que o Cantor Gospel e membro da Assembleia Missão, Paulo Figueiredo passou a se posicionar contra os escândalos financeiros e sexuais na cúpula da denominação, uma forte campanha de perseguição e difamação contra o cantor foi articulada para afastá-lo da congregação, chegando ao ponto de usar seguranças para impedi-lo de cultuar na Igreja, como foi amplamente divulgado na última semana. Porém o Cantor passou a receber grande apoio dos demais membros da denominação no estado e recebeu uma palavra profética onde um homem usado por Deus responde as orações de Paulo, testificando o cuidado de Deus sobre sua vida diante dessa batalha.



De acordo com informações, o que culminou no conflito foram as denúncias feitas pelo fiel contra o pastor presidente Virgínio de Carvalho Neto, que também ocupa o cargo de senador pelo Estado de Sergipe.

As denúncias apontam irregularidades financeiras, como desvio de dinheiro, falta de transparência na prestação de contas, entre outras coisas mais!

Paulo Figueiredo é membro da denominação há 40 anos, foi regente da mocidade por 14 anos e trabalhou no escritório da igreja por 25 anos. Ele também foi motorista do Pastor Presidente Virgínio de Carvalho.

Por saber demais e conhecer o modus operandi financeiro da igreja, Paulo foi expulso. A igreja entrou na Justiça para que ele não pudesse entrar no templo, mas o pedido da denominação foi negado.

Apesar disso, mesmo com a decisão judicial que o autorizava a entrar no templo e participar dos cultos, o fiel foi retirado à força pelos seguranças armados da igreja!



com informações: Hugo Gospel/Instagram
Postar um comentário (0)
notícia anterior próxima publicação